+++++ i.m.a.n. +++++

[intermédia . multimédia . acção . nada] arte contemporânea <> contemporary art

domingo, dezembro 07, 2008

UN-CONTROLLED fase1





O PROJECTO INTERNACIONAL DE ARTE CONTEMPORÂNEA
I.M.A.N.
[INTERMÉDIA, MULTIMÉDIA, ACÇÃO E NADA]
ESTÁ AÍ COM INÍCIO PARA 13 DE DEZEMBRO [4ªEDIÇÃO]:


O projecto internacional de arte contemporânea I.M.A.N. [Intermédia, Multimédia, Acção e Nada] traz-nos neste mês de Dezembro a sua 4ª Edição à Casa das Artes com uma extensão das actividades à cidade de Berlim através de um plano programático e curatorial que se designa «UN-CONTROLLED» fase1.

O projecto artístico propõe este ano (fase1) e no próximo (fase2) ser um género de jogo no qual o artista é convidado a reflectir sobre o seu posicionamento na contemporaneidade, em relação às categorias tecnológicas a que recorre (media) e o porquê dessas opções para a sua prática artística; em relação às categorias de (sentido?) na criação e fruição que procura pelo cruzamento desses media; em relação às categorias da consciência activa e auto-regulativas com que desenvolve a sua prática “em resistência” perante um estado contemporâneo reconhecido como totalizador e/ou segmentador.

Os vários conceitos-chave do projecto da autoria e direcção de Alexandre A.R. Costa reforçam uma perspectiva de um espaço incerto, instável e indeterminado para a arte contemporânea:
“Intermédia” (referente aos pontos da prática experimental/criativa e fruição através de e no cruzamento de medias, a alusão aos pontos de contacto nos sistema complexos da actualidade – relacionado com o conceito de Interdisciplinaridade);
“Multimédia” sendo que se entendem aqui os territórios do áudio, scripto/registo gráfico e visual (referente à possibilidade de recurso indeterminado de media - numa perspectiva de abordagem das tecnologias tradicionais, assim como as últimas novidades tecnológicas digitais e multimédia), que tanto possibilitam diversidade das práticas como fazem com que o artista se desvie apenas para o território do admirável);
“Acção” (referente ao compromisso do posicionamento do artista contemporâneo, à consciência activa que consegue provocar e à sua possibilidade de auto-regulação);
“Nada” (proposta de reflexão referente ao estado-hiato de globalidade - incerteza entre as possibilidades totais e disseminação inevitável da prática artística e a probabilidade de desolação nos resultados pela sobreposição do gratuito e da diversão) sendo que tanto numa perspectiva como noutra a dissipação deverá ganhar.


Esta quarta edição do I.M.A.N. tem este carácter de contiguidade em relação às três edições realizadas nos anos transactos, perfazendo um ciclo que faz parte de um projecto maior e que procura atingir um clímax durante a celebração da sua quinta edição, ou seja, a fase2 de «UN-CONTROLLED» em 2009, com várias propostas neste momento em preparação.

Para este Dezembro de 2008 com inauguração no dia 13 a partir das 17 horas aqui está «UN-CONTROLLED» fase1.

Etiquetas: , ,

1 Comentários:

Às 2:33 da manhã , Blogger Brasil Empreende disse...

Ola visitei seu blog e gostei muito e gostaria de convidar para acessar o meu também e conferir a postagem desta semana: Arte: Uma questão de ponto de vista.
Sua visita será um grande prazer para nós.
Acesse: www.brasilempreende.blogspot.com
Atenciosamente,
Sebastião Santos.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial